UHE Santo Antonio bate recorde na geração de energia

Até às 10 e meia da manhã desta quarta (26), a quarta maior produtora de energia hídrica do país havia gerado 11,2 milhões de MWh

Divulgação

A geração da Hidrelétrica Santo Antônio, no Rio Madeira, em Porto Velho (RO), acaba de ultrapassar a maior marca já registrada ao longo da operação comercial da usina, iniciada em março de 2012. Até as 10 e meia da manhã desta quarta-feira (26), a geração acumulada da hidrelétrica neste ano já era de 11,2 milhões de Megawatts/hora (MWh).

O recorde ocorre no momento em que a Santo Antônio Energia, detentora da concessão da Hidrelétrica, entra em uma nova e definitiva fase. Depois de oito anos de construção e com o início da operação da 50ª turbina, em dezembro de 2016, a quarta maior produtora de energia hídrica do país atinge sua capacidade plena de geração e concentra-se na operação. No ano passado, a hidrelétrica foi a quarta maior geradora hídrica do país, apesar da severa restrição hídrica na região.

O projeto original do empreendimento, que previa 44 turbinas, entrou em operação comercial em março de 2012, rigorosamente dentro do cronograma estabelecido em leilão, sendo o primeiro grande projeto de geração de energia na Amazônia a ser concluído no prazo. Com a utilização das seis novas máquinas, a Hidrelétrica Santo Antônio se torna a segunda maior usina do mundo com turbinas bulbo, operando a fio d’água.

Em março deste ano, a hidrelétrica completou seu quinto ano de operação comercial, atingindo uma geração efetiva acumulada de 34 milhões de Megawatts/hora. Esse volume de energia é suficiente para abastecer por um ano toda a região Sudeste, por exemplo. É o equivalente ao volume de energia que a indústria de alimentos brasileira consome em dois anos, em média, e o que a indústria automobilística no Brasil utiliza em 5,6 anos.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia