CADE reprova alienação da Ultra

A Petrobras analisará imediatamente alternativas para o desinvestimento da Liquigás

Não para a Ultra

A Petrobras anunciou na noite desta quarta-feira (28), que o Tribunal do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) apreciou o Ato de Concentração referente a alienação da Liquigás Distribuidora, subsidiária integral da estatal, para a Companhia Ultragaz (Ultra), e decidiu, por maioria dos seus membros, pela sua reprovação.

A referida decisão constitui hipótese de rescisão do contrato de compra e venda da Liquigás, objeto do Fato Relevante divulgado em 17/11/2016, aplicando-se à Companhia Ultragaz  multa, em favor da Petrobras, no valor total de R$ 286,2 milhões, devido a partir da data da publicação da decisão no Diário Oficial da União (DOU).

A Petrobras analisará imediatamente alternativas para o desinvestimento da Liquigás, que permanece no programa de parcerias e desinvestimentos da Petrobras conforme seu Plano Estratégico, que visa otimizar o portfólio de negócios, com foco em óleo e gás, saindo integralmente das atividades de distribuição de GLP.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia