Copel investe R$130 milhões em nova subestação

Projeto vai beneficiar toda a região leste do PR

Mudanças e a regulação

A Copel inaugurou nesta quinta-feira (2) a nova subestação de energia Curitiba Leste e a rede de transmissão que a conecta ao Sistema Interligado Nacional (SIN).

O conjunto recebeu R$ 130 milhões em investimentos e amplia em 18% a oferta de energia para Curitiba, região metropolitana e litoral. “Esse reforço estrutural vai permitir o atendimento à demanda crescente por energia no leste do Paraná e é fundamental para o crescimento econômico da região”, destacou o presidente da Copel, Luiz Fernando Leone Vianna, durante a cerimônia de inauguração.

A subestação Curitiba Leste está localizada na área rural do município de São José dos Pinhais, opera em extra alta tensão (525 mil volts) e conta com três transformadores que somam 672 megavolt-ampères de potência.

Já a linha de transmissão em 525 mil volts que liga Curitiba Leste à antiga subestação Curitiba tem 29,4 km de extensão e é sustentada por 72 torres metálicas.

A rede atravessa São José e Fazenda Rio Grande, além da capital. O pacote de obras incluiu ainda dois trechos de linha de transmissão em 230 mil volts, com extensão total de 7,2 km, que permitiram a conexão de Curitiba Leste às subestações Uberaba e Santa Mônica (em Curitiba), Distrito Industrial de São José dos Pinhais e Posto Fiscal (em Paranaguá).

Alternativa

Conectada a outras cinco subestações de grande porte, Curitiba Leste contribui para que o sistema elétrico da região fique mais seguro e estável, pois serve como uma alternativa de desvio de fluxo de carga, evitando o corte no fornecimento de energia aos consumidores em caso de contingência. A Copel conta com a parceria da Eletrosul que tem 20% de participação nesse empreendimento.

O diretor presidente da Copel Geração e Transmissão, Sergio Lamy, revela que há ainda outros grandes projetos em andamento na região: “Temos um plano de investimento robusto para a rede básica de energia no Paraná. Especificamente na capital, vamos entregar até 2016 a subestação Curitiba.

Norte e uma linha de transmissão que vai conectá-la à subestação Bateias 500 kV. O projeto está orçado em R$ 70 milhões”.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia