CPFL Piratininga promove blitz da campanha Chega de Choque em Campinas

Iniciativa itinerante estará presente por três dias no município com ações de orientação e esclarecimento à população

Arquivo:SE

A CPFL Paulista, distribuidora da CPFL Energia que atende 1,70 milhão de consumidores em 27 municípios do interior e litoral paulista, realiza pela primeira vez a blitz da Campanha Chega de Choque. A ação itinerante ocorre entre os dias 21 e 23 de setembro, das 09h às 17h, percorrendo por diversos endereços da cidade de Campinas.

Parte da das ações da Chega de Choque realizada pela CPFL Energia, a blitz tem como objetivo reduzir os índices de acidentes com a população e alertar sobre os riscos do convívio inadequado com a rede elétrica. A campanha aborta temas como o risco de empinar pipas próximo da fiação elétrica, do uso de cabos energizados para pendurar enfeites durantes datas comemorativas, das ligações elétricas clandestinas ou sem conhecimento, além de orientar e dar dicas para profissionais liberais, como pintores, calheiros, colocadores de painéis, eletricistas particulares e trabalhadores da área rural.

Para o gerente de Saúde e Segurança do Trabalho da CPFL Energia, Marcos Victor Lopes, o Grupo investe na conscientização da população sobre os perigos do convívio inadequado com a rede elétrica para garantir a segurança e o bem-estar de suas comunidades. “A blitz é mais uma das nossas ações que tem como foco incentivar os cidadãos e profissionais a adotarem medidas de segurança, assim como o uso adequado de equipamentos de proteção para diminuir os acidentes”, afirma.

A blitz utiliza a tecnologia como principal meio de comunicação com a população. Por meio de tablets, promotores exibem vídeos para as pessoas abordadas, os quais exploram os cuidados necessários com a rede elétrica. Além disso, também entregam o folheto da campanha e um brinde personalizado para aquelas que completarem o quis sobre segurança. Já o carro de som equipado com telas exibe animações que demonstram os perigos reais da proximidade à rede e números sobre o tema.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia