Eldorado Brasil eleva exportação de energia verde

Empresa está autorizada a vender até 40 MWh para o sistema elétrico nacional

Divulgação

A Eldorado Brasil aumentou a venda de energia de biomassa de eucalipto para o Sistema Elétrico Nacional. Desde novembro de 2017, a fabricante de celulose tem autorização da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) para exportar até 40 MW/h – antes, o limite era de 30 MW/h.

A maior disponibilidade de energia está diretamente relacionada ao aumento da produção de celulose, que superou 1,7 milhão de toneladas em 2017, e às eficiência e estabilidade da linha produtiva. Manutenções e melhorias realizadas na fábrica, como a otimização no uso de aquecedores para diminuir o uso de vapor, também ajudaram a reduzir o consumo interno de eletricidade.

“Nossa fábrica é autossuficente em energia elétrica, e mesmo com aumento de produtividade, com quebra de sucessivos recordes ao longo de 2017, conseguimos manter uma atuação responsável e sustentável”, afirma o gerente geral da fábrica, Fábio Nakano.

Em novembro passado, a Eldorado bateu recorde de geração de energia, com média de 178 MWh médios. Deste total, 87,6 MWh foram usados para produção de celulose e 35,5 MWh exportados para o grid e o restante foi para os parceiros instalados na mesma unidade industrial.  “A nossa expectativa é a de que a receita com a exportação de energia seja duas vezes maior que em relação ao ano anterior”, comenta Murilo Sanches, gerente de Utilidades, Recuperação e Energia.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia