Electrolux reduz 50% de água e 25% kWh de energia por produto produzido

Conquista no desempenho foi em sete anos

Redução de emissão

A Electrolux, a fim de proporcionar uma diferença positiva diariamente na vida das pessoas e para o planeta,  por meio do desenvolvimento de produtos voltados às necessidades dos consumidores, a companhia economizou 50% de água e 25% kWh de energia por produto produzido desde 2008.

Isso foi possível devido a novos métodos de redução de consumo, que viabilizaram ações sustentáveis dentro das unidades fabris, desde a produção até a chegada do produto ao consumidor. Essa conquista está atrelada também ao Green Spirit, Conceito de Desenvolvimento Sustentável lançado mundialmente pela Electrolux em 2009, com o objetivo de aprimorar e disseminar a consciência ecológica para seus setores de negócios e toda a cadeia de valor da empresa. Em 2012, a Electrolux trabalhou em parceria com a WWF fazendo uma avaliação de risco para a água nas unidades fabris da linha branca.

Um exemplo é a planta de São Carlos (SP), onde a empresa diminuiu em 5% o consumo de kWh/unidade graças ao programa de redução de consumo de energia e água implantado em 2013. O projeto alcançou bons resultados sem perder em volume de produção e se tornou modelo de consciência ecológica dentro das unidades fabris.

Alguns fatores contribuíram para esse sucesso, como o monitoramento do uso de gás, de água e de energia elétrica, permitindo identificar as áreas com maior consumo na planta para evitar o desperdício; a instalação de telhas translúcidas, que proporcionaram iluminação natural e o controle do uso do condicionador de ar, que resultou no menor consumo de eletricidade. O engajamento dos colaboradores da unidade fabril também foi fundamental, pois foram incentivados a dar sugestões e ideias sobre o assunto por meio do Programa de Melhoria Contínua (CIP) da Electrolux.

Outra iniciativa da companhia foi a importação dos Estados Unidos de uma tecnologia desenvolvida pela Henkel, que proporciona a redução de até 70% do consumo de energia e diminui em até 25°C a temperatura média usada em uma etapa do processo produtivo de eletrodomésticos, chamada de desengraxante, nas unidades fabris de Curitiba (PR), São Carlos (SP) e Manaus (AM).

Denominada Parco Cleaner ZX-4, a solução atua no processo de descarte da substância oleosa que envolve as chapas metálicas usadas na produção dos refrigeradores, fogões e lavadoras da Electrolux. Outro ganho foi a eliminação do elemento químico boro no processo produtivo, que exigia controle e monitoramento constantes. Com isso, aperfeiçoou também a qualidade do descarte da água na estação de efluente industrial resultando em menor agressão ao meio ambiente. Houve ainda melhoria do tempo de início do banho das chapas metálicas, que anteriormente levava 2 horas e, agora, fica pronto em 20 minutos.

De acordo com Ramez Chamma, Vice-Presidente de Operações da Electrolux para América Latina, a Electrolux tem uma meta arrojada de sustentabilidade em 2015. “Pretendemos reduzir em 15% o consumo total de energia e em 20% o consumo de água em todas as nossas fábricas e, por isso, estamos sempre atentos a novas tecnologias e parceiros estratégicos que possam nos ajudar a alcançar nossos objetivos”.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia