Eletrobras apresenta lucro de R$ 1,4 bilhão no primeiro trimestre de 2017

Outro fator positivo foi a redução da provisão relativa a processos judiciais envolvendo empréstimo compulsório

Eletrobras

​A Eletrobras apresentou na noite da última sexta-feira o balanço financeiro referente ao primeiro trimestre de 2017.

No período, o lucro líquido da gigante estatal de energia elétrica ficou em R$ 1,394 bilhão, ante o prejuízo líquido de R$ 3,898 bilhões registrado no primeiro trimestre de 2016.

O efeito da alienação de ações da Celg D em participações societárias representou o impacto positivo de R$ 1,525 bilhão — tendo sido realizado o leilão em novembro de 2016 e o contrato de venda da empresa assinado em fevereiro deste ano.

A Receita Operacional Líquida passou de R$ 6,761 bilhões no primeiro trimestre do ano anterior para R$ 8,969 bilhões no primeiro trimestre de 2017, especialmente em função do reconhecimento contábil referente à Rede Básica do Sistema Existente (RBSE – ativos de transmissão antes de 2000) de R$ 1,553 bilhão.
Outro fator positivo foi a redução da provisão relativa a processos judiciais envolvendo empréstimo compulsório, que passou de R$ 2,814 bilhões no primeiro trimestre de 2016 para reversão de R$ 142 milhões no primeiro trimestre de 2017.

A Eletrobras agregou 101 MW de capacidade instalada de geração de energia e 115 quilômetros de linhas de transmissão. O Ebitda gerencial foi de R$ 1,413 bilhão.

Ainda na sexta-feira, foi aprovada, na 147ª Assembleia Geral Extraordinária (AGE) da Eletrobras Eletrosul, a transferência para a estatal de participações acionárias em Sociedades de Propósito Específico (SPEs), assim como de empreendimentos corporativos, de geração eólica e de transmissão.

A operação representa uma das etapas previstas no Plano Diretor de Negócios e Gestão (PDNG) da empresa para o período de 2017 a 2021.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia