Emissões de ações e debêntures da controladora Energisa estão em andamento

O prazo para subscrição será encerrado no próximo dia 30, na proporção de 7,428468 ações novas para cada 100 ações atualmente possuídas

Energisa e emissões

A Energisa está promovendo aumento do capital social, no valor de R$ 250,0  milhões, mediante a subscrição particular de ações, e uma emissão de debêntures, conjugadas com bônus de subscrição, no montante de R$1,0 bilhão. As emissões  têm, dentre outras, as seguintes características subscrição de ações.

A subscrição de ações

No aumento de capital social estão sendo emitidas 90.909.091 ações, sendo  43.705.122 ações ordinárias e 47.203.969 ações preferenciais, ao preço de R$ 2,75
por ação ou R$ 13,75 por Unit.

O prazo para subscrição será encerrado no próximo dia 30, na proporção  de  7,428468 ações novas para cada 100 ações atualmente possuídas.

Os interessados em subscrever deverão dirigir- se: às corretoras de valores  mobiliários, para as  ações custodiadas na Companhia  Brasileira de Liquidação e   Custódia (CBLC), às agências do Banco Itaú e ou aos endereços da Companhia,  para as ações não custodiadas  na CBLC.

A emissão das debêntures, conjugadas com bônus de subscrição

Os acionistas da companhia também poderão subscrever  0,0136188857%  e  os  titulares de Units poderão subscrever 0,0680944285% da sua posição acionária para  aquisição de debêntures.

A subscrição e integralização das debêntures deverão ter por objeto, exclusivamente, lotes de debêntures, sendo cada lote individualmente composto por uma debênture  da primeira série, uma debênture da segunda série, uma debênture da terceira série, uma debênture da quarta série, uma debênture da quinta série e uma debênture da sexta série. O prazo para subscrição termina em 30 de  novembro de  2015.

O preço de subscrição e integralização das debêntures é o Valor Nominal Atualizado  de R$1.000,00 pelo IPCA, acrescido de juros remuneratórios, calculados pro rata temporis desde a data da emissão (15/09/2015) até a data de integralização.

As debêntures são conjugadas com bônus de subscrição, que serão atribuídos  como vantagem adicional aos subscritores das debêntures e conferirão ao  seu  titular  o  direito  de  subscrever  lotes  de  ações de emissão da companhia, compostos cada qual por uma ação ordinária e quatro ações preferenciais destinados à formação de Units.

Para subscrição de cada um dos “Lotes  de Debêntures” serão emitidos  três  Bônus  de Subscrição, em uma única série e sem valor nominal, que totalizam 500.001  bônus de subscrição. O preço de exercício dos bônus de subscrição será de R$ 17,00 (dezessete  reais) por Lote de Ação, corrigido pelo IPCA e deduzidos de proventos pagos desde a data de emissão até a data de exercício dos bônus.

Cada bônus de subscrição conferirá a seu titular o direito de subscrever, a qualquer  momento, tantos  Lotes  de Ações quantos resultem da divisão entre o Valor Nominal Atualizado das debêntures da primeira série, das debêntures da segunda série e das debêntures da terceira série na data de exercício dos bônus  de subscrição  e seu preço de exercício a ser pago mediante a entrega de uma debênture da primeira série, uma debênture da segunda série ou uma debênture da terceira série; ou em  valor equivalente, a ser pago em moeda corrente nacional.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia