EPE recebe projeto de eficiência energética da Light

As lâmpadas halógenas, fluorescentes tubulares e fluorescentes compactas serão substituídas por lâmpadas LED

Eficiência energética

A Light está prestes a dar início à implantação do projeto de eficiência energética na Empresa de Pesquisa Energética (EPE) do Rio de Janeiro. As ações de modernização contemplam a aplicação de película nas janelas, a segregação de circuitos e a substituição de lâmpadas. A expectativa é que a fase de execução comece em fevereiro, de acordo com a empresa contratada JCL Engenharia.

As lâmpadas halógenas, fluorescentes tubulares e fluorescentes compactas serão substituídas por lâmpadas LED, o que vai proporcionar maior vida útil nas instalações internas do prédio, localizado na Avenida Rio Branco.

A aplicação da película nas janelas vai reduzir a carga térmica dos escritórios, o que significa exigir menor consumo dos aparelhos de ar condicionado. A segregação dos circuitos vem como solução para minimizar o tempo de uso da iluminação. Hoje, um único disjuntor aciona muitos pontos de iluminação simultaneamente, o que é desnecessário quando, por exemplo, apenas uma pessoa está usando o ambiente ou há a possibilidade do aproveitamento da luz natural proveniente das janelas.

Os estudos técnicos estimam uma economia de 174,53 MWh/ano, além de uma redução de demanda no horário de ponta de 33,67 kW. A parceria utiliza recursos do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Aneel e é fruto da 2ª Chamada Pública de Projetos. O investimento total do projeto é de R$ 431 mil, sendo R$ 361 mil de recursos do PEE da Light e R$ 50 mil de contrapartida do cliente. O investimento será disponibilizado para EPE na modalidade de contratação desempenho.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia