Foz do Iguaçu, no Paraná, recebe em 2018 o maior evento de águas termais do mundo

O anúncio da escolha de Foz do Iguaçu como sede da Termatalia, em 2018, foi feito em abril e confirmada no final de julho

Foto: Juanmi Baquero

A passagem simbólica da sede da Termatalia, do município de Ourense para Foz do Iguaçu, foi nesta sexta-feira (22), na Espanha, e contou com a participação do diretor-geral brasileiro de Itaipu, Luiz Fernando Leone Vianna.

No próximo ano, Foz do Iguaçu (PR) se tornará o principal destino de águas termais do mundo, com a realização da Termatalia 2018. Nesta sexta-feira (22), o diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, Luiz Fernando Leone Vianna, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, a vice-governadora do Paraná, Cida Borghetti, e o secretário municipal de Turismo, Gilmar Piolla, receberam as chaves da Feira Internacional de Turismo Termal, Saúde e Bem-Estar, a Termatalia.

A passagem simbólica da sede do evento para Foz do Iguaçu ocorreu em Ourense, comunidade autônoma da Galícia, na Espanha, onde está sendo realizada a feira Termatalia 2017. “É um orgulho estar aqui hoje para receber as chaves da Termatalia”, afirmou Vianna. “Tenho certeza que esse evento, com o nosso apoio e dos nossos parceiros que estão aqui, o ministro Ricardo Barros, a vice-governadora Cida Borghetti e a prefeitura de Foz, será um grande sucesso.”

O diretor lembrou que o apoio de Itaipu ao turismo está definido na própria missão da hidrelétrica. E acrescentou: “O turismo termal é muito importante para Foz do Iguaçu, porque ele complementa o turismo convencional e contribui para que os hotéis tenham movimento o ano todo. Mas, além do turismo, temos que pensar nas propriedades terapêuticas das águas quentes, que temos em muitas partes do Brasil e na região de Foz”.

A vice-governadora comentou que, com a Termatalia, “o Brasil vai entrar na rota das águas termais”. Ela disse que será a oportunidade de o Brasil dar a esse tema a importância que ele merece para o turismo. Ela aproveitou a cerimônia para convidar os representantes da Termatalia a visitarem Foz do Iguaçu.

Gilmar Piolla ressaltou, em seu discurso, a importância de sediar a próxima edição da Termatalia. “Teremos a grande oportunidade de desenvolver, a partir desse evento, o turismo termal em toda a região”, afirmou, lembrando que o Destino Iguaçu abrange não só Foz do Iguaçu, no Brasil, como também as cidades das regiões de fronteira do Paraguai e da Argentina, o que certamente contribuirá para fazer da feira um sucesso ainda maior.

A abertura oficial da Termatalia deste ano ocorreu na quinta-feira (21), no Espaço de Atos Especiais, mas as atividades começaram na segunda-feira (18) e seguem até este sábado (23), quando o diretor-geral brasileiro de Itaipu receberá a comenda de Cavaleiro da Ordem de Santiago na cidade histórica de Allariz, província de Ourense. Vianna já fez sete vezes o Caminho de Santiago, um dos requisitos básicos para receber a comenda. A Ordem é um clube exclusivo, com pouco mais de mil integrantes de 25 países. A vice-governadora Cida Borghetti também receberá o título.

Histórico

O anúncio da escolha de Foz do Iguaçu como sede da Termatalia em 2018 foi feito em abril e confirmada no final de julho, no Centro de Recepção de Visitantes (CRV) de Itaipu, com a assinatura do termo de compromisso por representantes da organização e do município.

Segundo o diretor da Fundação Feiras e Exposições de Ourense, a Expourense, Alejandro Rubín, a cidade foi escolhida por reunir vários atributos – como abrigar as Cataratas do Iguaçu e manter programas de cuidado com o meio ambiente. “Além disso, o interesse pelo termalismo mostra que Foz é um destino inovador.”

O evento deve atrair para Foz do Iguaçu mais de três mil profissionais do turismo de 40 países, o que deverá ajudar a posicionar a cidade como referência no termalismo. De acordo com a Organização Mundial do Turismo esse segmento deve crescer 9% nos próximos cinco anos, o dobro do turismo convencional.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia