Grupo Conergy recebe novo aporte de capital e acelera projetos, incluindo o Brasil

Previsão para 2015 é de fechar com um faturamento superior aos US$ 700 milhões e operando em mais de 15 países com rede própria e vendas

Arquivo: SE

O grupo de geração de energia limpa, principalmente de base fotovoltaica, está recebendo injeção de novos capitais de risco na companhia e deverá impulsionar projetos de novas unidades. Com a perspectiva de captar até US$ 45 milhões nesta nova rodada, a Conergy já teve a confirmação da participação da empresa alemã RWE Supply & Trading, uma das maiores geradoras e distribuidoras na Europa, nesta nova estrutura societária.

Controlada atualmente pela gestora de investimentos KAWA Capital Management, Inc, com sede em Miami, nos Estados Unidos, a Conergy, agora, terá seus planos de expansão em todo o mundo acelerados, buscando ampliar a oferta de energia limpa e a consolidação de novos negócios em energia para sua atual carteira de clientes.

Prevendo fechar 2015 com um faturamento superior aos US$ 700 milhões e operando em mais de 15 países com rede própria e vendas, a empresa de energia solar, fundada em 1998, retoma seu espaço nesse competitivo mercado depois de enfrentar dificuldades num passado recente.

Liderado pelo investidor brasileiro Daniel Ades e seus sócios instalados em Miami, a gestora KAWA adquiriu o controle da Conergy em 2013, quando esteve em processo de falência.

Para o CEO da Conergy, Andrew de Pass, a participação da RWE é um endosso aos planos da companhia de energia limpa. “Estamos ansiosos para utilizar esse capital no desenvolvimento de projetos com parceiros novos e existentes no mercado solar, já que nosso pipeline em todo o mundo já alcançou 4 GW. Com o apoio da RWE, com tudo o que significa de mercado e reconhecimento, fica mais do que evidente que a recuperação da Conergy está concluída e que nossa trajetória de forte crescimento está garantida”, acrescentou de Pass.

Por sua vez, o executivo Andree Stracke, membro do conselho da RWE Supply & Trading, se declarou satisfeito com a decisão de investimento tomada pela companhia alemã. “Após um trabalho bem-sucedido com a Conergy na Europa, ficamos entusiasmados em apoiar a
expansão mundial do grupo dedicado à energia solar e limpa”.

Operações no Brasil

No Brasil, a Conergy também tem se dedicado a ampliar seu mercado e vem conquistando novos clientes para sua carteira atual. Operando aqui desde o primeiro semestre do ano passado, a empresa está dedicada a dois segmentos da geração solar – usinas de larga escala e a geração distribuída.

Em larga escala, neste momento, a empresa está investindo em projetos competitivos e participando de leilões de comercialização de energia, além de construir usinas fotovoltaicas em modelos de contrato EPC e turn-key. Já na atuação definida como geração distribuída, a Conergy Brasil se foca em soluções de fornecimento de energia solar para consumidores de médio e grande porte comercial e industrial, mas com a vantagem de customizar diferentes modelos de negócio no investimento.

Embora não mencione nem detalhes os investimentos em andamento, o braço de energia limpa e renovável do fundo KAWA desenvolve projetos capazes de alcançar uma geração de cerca de 50 MW de potência instalada em território brasileiro, ampliando e consolidando essa alternativa energética na nova matriz elétrica do Brasil. “Estamos nos detalhes finais de muitos contratos de soluções energéticas e ampliaremos, seguramente, nosso market share ainda neste ano”, declara Daniel Ades, fundador da KAWA e entusiasta da geração solar pela Conergy.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia