Ibovespa recua com cenário externo e Eletrobras disparam em quase 2% de alta

Giro financeiro segue para os R$4 bilhões

Atenção para os EUA

O Ibovespa opera em queda nesta terça-feira, com os investidores olhando para os demais mercados, em especial os Estados Unidos, com a derrota do presidente Donald Trump no Senado para o fim do Obamacare. Além disso, a temporada de balanços, indicadores e a reunião do Banco Central Europeu (BCE) estão na pauta, mesmo com a reação positiva de preços de commodities.

Há pouco, o Ibovespa recuava 0,21% aos 65.065 pontos. O IEE estava em queda de 0,07%. O giro financeiro seguia para R$ 4 bilhões.

As ações com ganhos
WEG ON, alta de 2,09%; Eletrobras ON, alta de 1,83%; Suzano Papel PNA, alta de 1,94%; Sabesp ON, alta de 1,83%; e Eletrobras PNB, alta de 1,33%.

As ações com perdas
Gerdau PN, queda de 2,27%; Ultrapar ON, queda de 2,40%; Pão de Açúcar -CDB-PN, queda de 1,89%; Embraer ON, queda de 1,93%; Siderúrgica Nacional ON, queda de 1,79%.

A Petrobras ON estava em alta de 0,15% e a PN, alta de 0,08%.
A Vale ON estavam em alta de 0,24% e a PN em alta de 0,04%.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica, que passou a vigorar de 02 de maio a 01 de setembro no Ibovespa, mostra os cinco ativos com maior peso no índice: Itauunibanco PN (11,453%), Bradesco PN (8,244%), Ambev S/A ON (7,299%), Petrobras PN (5,331%) e Vale PNA (4,727%).

Empresas

A Triunfo (TPIS3) divulga prévia operacional de junho. Nas estradas, que vinham seguidamente mostrando retração no tráfego pedagiado em relação ao ano anterior, dessa vez ficaram praticamente flat em relação a junho de 2016, com leve queda de 0,3%. No ano, a queda ainda é de 2,3%. Em Viracopos, recuperação no volume de carga (+17,4%) e no tráfego de passageiros internacionais, que saltaram 57,3% em relação ao mesmo mês do ano anterior. No Porto de Navegantes, retração de 1,9% na movimentação de carga, mas vale lembrar que a companhia vendeu sua participação nesse ativo recentemente.

A BrProperties (BRPR3) finaliza aquisição de mais um ativo. Dessa vez se trata de um galpão que pode ser usado nos segmentos de logística ou indústria, em Jarinú. Os termos da aquisição não mudaram da divulgação anterior, por isso o anúncio não deve ter impacto nos papéis da companhia. O preço foi de R$ 49 milhões por 22,9 mil m² de ABL (área bruta locável).

A Brookfield terá exclusividade para compra de participação na Renova (RNEW11). O conselho de administração da Renova aprovou a concessão do direito de exclusividade à Brookfield Energia Renovável, conforme foi proposto em oferta vinculante. O prazo da exclusividade é de 60 dias, podendo ser acrescido por mais 30 dias.

Commodities

O contrato futuro do petróleo tipo WTI para entrega em agosto foi negociado a US$ 46,20 o barril, com alta de 0,39%, no momento.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em alta de 3,04% a US$68,84 a tonelada seca e com 62% de pureza.

 

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia