Moody’s melhora classificação de risco da Petrobras

A agência ressaltou a evolução no ambiente regulatório brasileiro, que permite melhores retornos para os investimentos no longo prazo

Ag. Petrobras

A Petrobras comunica que a agência de classificação de risco Moody’s anunciou a elevação do rating da dívida corporativa da companhia de B2 para B1 e alterou a perspectiva de estável para positiva.

A Moody’s destacou em seu relatório a melhora contínua do perfil de liquidez da Petrobras e de suas métricas financeiras nos últimos trimestres, devido, dentre outros fatores, à maior eficiência nos custos e à nova política de preços. Esses fatores também contribuíram para que a companhia mantivesse o acesso ao mercado de capitais e pudesse refinanciar parte de sua dívida.

“A revisão da nota de crédito da Petrobras pela Moody’s reconhece o trabalho intenso que vem sendo feito na melhora dos indicadores operacionais da companhia, além do esforço de redução da dívida. Mostra que estamos no caminho correto, mas é também a constatação de que é o início de um trabalho e que ainda há muito a ser feito”, declarou o presidente da Petrobras, Pedro Parente.

A agência ressaltou a evolução no ambiente regulatório brasileiro, que permite melhores retornos para os investimentos no longo prazo. Além disso, reconheceu o compromisso da administração da companhia em atingir as metas financeiras e operacionais estabelecidas no Plano de Negócios e Gestão 2017-2021.

Por fim, a agência informou que a perspectiva positiva indica que, nos próximos 18 meses, caso a liquidez e o risco de crédito da companhia continuem a melhorar, é possível que haja novos avanços no rating da Petrobras.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia