MW Energias Renováveis adota ERP TOTVS para aprimorar gestão

Receita da companhia está baseada na gestão das sete empresas de geração de energia

Uso de tecnlogia

A MW Energias Renováveis, prestadora de serviços que gerencia seis operações da Eólicas Faísas e uma da Rincão Energia, nas áreas financeira, contábil, fiscal, gerencial e de contratos, adotou o software de gestão da TOTVS para melhorar a administração de seus processos.

Na fase inicial do projeto, serão implementados os módulos de Contratos e Financeiro em oito empresas distintas, incluindo a própria MW. “Com o software de gestão, esperamos conferir mais qualidade, agilidade e confiabilidade às informações, além de possibilitar a atualização da posição dos fornecedores, em tempo real, bem como os contratos e o nosso próprio fluxo de caixa, evitando erros e retrabalhos”, afirma a Controller da MW Energias Renováveis, Veraleide Trevisan.

A executiva conta ainda que, após a primeira fase do projeto, a MW Energias Renováveis pretende implementar outras funcionalidades do sistema de gestão. “Iniciaremos com os módulos essenciais à nossa operação e, conforme forem aumentando as nossas demandas, adotaremos outros módulos da solução”, projeta Trevisan.

Atualmente, a MW Energias Renováveis apresenta um faturamento anual de cerca de R$ 3 milhões. A receita da companhia está baseada na gestão das sete empresas de geração de energia. Além do gerenciamento dessas organizações, a MW conta com uma pequena central hidrelétrica, ainda em fase de projeto.

Para o diretor de Atendimento e Relacionamento da unidade gaúcha da TOTVS, Richard Nogueira, o projeto apresenta potencial de crescimento por se tratar de uma empresa em expansão em um segmento promissor. “Acreditamos que ter a MW como cliente gera visibilidade e nos possibilita acompanhar o seu desenvolvimento. Além disso, entendemos que os nossos produtos podem atender as demandas futuras de negócio da organização”, destaca Nogueira.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia