Petrobras: para ações dispararem basta Bendine fazer o mesmo que fez no passado, diz BBT Asset

Nosso valuation está em R$ 22,00 e o potencial de valorização da ação compensa o risco

Ativos e ações

Com a publicação do balanço contendo os prejuízos da Petrobras num primeiro momento até mesmo o mercado demorou para assimilar se este era positivo ou negativo. No dia seguinte após a divulgação o papel chegou a cair 10% e fechou em alta de 1,5%. Agora, com um cenário melhor definido fica mais fácil mensurar os riscos de possuir ações da empresa. Para Raphael Juan, gestor da BBT Asset, que quase dobrou os investimentos em Petrobras, a principal preocupação está com um possível aumento de capital com a emissão de novas ações. “Não trabalhamos com esta possibilidade, mas se isto ocorrer, no dia seguinte vendemos tudo e zeramos a posição”, revela.

Entretanto, o balanço também revelou números positivos como do total de óleo extraído, sendo 20% já é proveniente do pré-sal. O aumento da produção em 5%, alcançando 2.669 mil barris/dia em 2014, também merece atenção. No momento, o seu principal problema é o alto endividamento.

Para equacionar a maior parte do problema, a Petrobras deve vender ativos e fazer caixa. “A empresa tem como expertise a extração e produção de petróleo. Todas as outras áreas, como distribuição, geração de energia e fábricas de fertilizantes são negócios agregados. Se Bendine vender parte destas unidades de negócio, não tenho dúvida que a ação pode chegar a R$ 22,00 em poucos meses”.

“Quando Bendine era presidente do Banco do Brasil ele fez exatamente isso. No ano de 2012 o IPO da BB Seguridade recebeu o prêmio de maior IPO do mundo e colocou nos cofres da empresa R$ 11,48 bilhões. Apesar do Banco do Brasil ainda ter o controle acionário e fazer a distribuição dos seguros, a gestão passou para empresas com maior eficiência, como a Mapfre, por exemplo. A Petrobras só precisa vender 49% de algumas empresas para fazer caixa e melhorar a gestão. Se Bendine fez isso no passado, tudo indica que fará o mesmo, agora. Já lucramos 30% com este ativo somente este ano e esperamos lucrar 100%. Nosso valuation está em R$ 22,00. O potencial de valorização da ação compensa o risco”, finaliza Juan.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia