Previsão de investimentos da Eletropaulo até 2022 é de R$4,9 bi

Essa estimativa supera em quase R$ 1 bilhão o programa de investimentos divulgado para o ciclo anterior (2017 até 2021)

Divulgação

A AES Eletropaulo anunciou nesta terça-feira (20), que prevê investir R$ 4,929 bilhões entre 2018 e 2022. O montante é destinado para a melhoria da eficiência e da confiabilidade operacional da distribuidora. Do total, R$ 4,523 bilhões são provenientes de recursos próprios e R$ 419 milhões de recursos financiados pelos clientes.

Essa estimativa supera em quase R$ 1 bilhão o programa de investimentos divulgado para o ciclo anterior (2017 até 2021), que totalizava R$ 3,970 bilhões, entre recursos próprios e  de terceiros.

Outros indicadores

Ainda nesta terça-feira, a companhia apresentou a economia durante o horário de Verão iniciado em 15 de outubro do ano passado até o último sábado (17). A  redução foi de 3,3% na demanda global de energia no horário de ponta (18h30 a 21h29, intervalo considerado nesse período do ano) em toda a sua área de concessão, que reúne 24 municípios da região metropolitana de São Paulo. A demanda se refere ao potencial de atender os consumidores residenciais e empresariais. Quando ela diminui, permite melhor distribuição da capacidade instalada e maior segurança da operação.

A mudança na referência de horário durante o verão permite maior aproveitamento da luz natural e potencialmente dilui a concentração do gasto de energia para períodos alternativos. Contudo, isso não indica necessariamente redução no consumo, pois o aumento do uso de alguns aparelhos eletroeletrônicos nessa época do ano – como ar-condicionado, ventilador, geladeira e freezer – pode ampliar o gasto de energia.

Em termos de consumo, nos 126 dias de horário de verão, a Eletropaulo economizou 54 Gigawatt-hora (GWh) no horário de ponta em toda a sua área de concessão. A energia poupada no período de maior consumo é suficiente para abastecer, por um mês, o município de Carapicuíba, que possui mais de 395 mil habitantes.​

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia