RGE investe R$ 11,6 milhões em Caxias do Sul em 2017

Recursos representam acréscimo de 16,4% na comparação com os primeiros nove meses de 2016 e serviram para a modernização e ampliação do sistema de distribuição de energia elétrica

Divulgação

Os investimentos da Rio Grande Energia (RGE), distribuidora do Grupo CPFL Energia, tiveram um incremento de 16,4% na comparação dos primeiros três trimestres de 2017 com o mesmo período de 2016. No município, que tem a segunda maior população do Estado, foram aplicados R$ 11,6 milhões em obras de melhoria, modernização e fortalecimento do sistema de distribuição de energia entre janeiro e setembro deste ano. Em 2016, o aporte de recursos foi de R$ 9,7 milhões.

Os recursos aplicados nos nove primeiros meses do ano abrangem todos os itens que compõem o sistema de distribuição e beneficiam os 208 mil clientes da RGE em Caxias. Para reforçar a capacidade energética, R$ 6,1 milhões se destinaram à construção de novas fontes de abastecimento, além da ampliação da capacidade de transmissão de energia das subestações e melhorias nas redes que levam a energia elétrica até aos clientes. Com uma forte presença industrial, principalmente do setor metalmecânico, a distribuição de energia elétrica é um fator determinante para a produção e a competitividade das empresas, interferindo de maneira direta no desenvolvimento econômico e social.

Em outra frente de atuação, a RGE investiu, nos nove primeiros meses de 2017, R$ 2,76 milhões em obras que para novas ligações rurais e urbanas, além da instalação de novos medidores de média e baixa tensão. Outro R$ 1,24 milhão foi utilizado em obras de correção e de melhoria do sistema de distribuição para, por exemplo, reduzir as interrupções e o tempo de espera pelo cliente, principalmente em caso de temporais. Essas ações envolvem a aplicação de tecnologia de ponta, como instalação de religadores automáticos, os quais permitem restabelecer a energia de forma remota quando não há danos físicos na rede elétrica. Também foram reservados recursos para a substituição de cabos comuns por cabos multiplexados e protegidos, que oferecem menos risco de causar curtos-circuitos em vendavais.

Para o Consultor de Negócios da RGE, Rafael Dala Brida, investir na rede de Caxias do Sul significa incentivar de maneira sustentável o crescimento econômico. “Toda vez que ampliamos uma subestação, executamos uma obra ou colocamos mais tecnologia na rede estamos melhorando a infraestrutura elétrica de toda cidade para que os investimentos produtivos se ampliem. Caxias é o maior município atendido pela RGE e se trata de um polo regional, com grande capacidade de atração de negócios. Temos que acompanhar esse cenário”, comenta Dala Brida.

Recuperação

Nesses nove meses, foram necessários R$ 770 mil para recompor a rede elétrica castigada por temporais. Os ventos, geralmente com velocidade acima de 100 km/h, causam danos na rede, principalmente por galhos e árvores caídas sobre os cabos, tanto na zona urbana como na rural. Milhares de metros de cabos, transformadores e demais equipamentos precisaram ser trocados.

No mesmo período, a RGE investiu R$ 643 mil na substituição de postes de madeira por concreto e fibra e implantação de outros para expansão da rede. Os postes de concreto são mais resistentes a ventanias e se adaptam melhor ao padrão climático do Rio Grande do Sul. Um dos bairros contemplados com a troca de postes nos últimos meses foi o São Ciro, que recebeu, também, completa reforma da rede elétrica.

Entre janeiro e setembro de 2017, o total aplicado pela distribuidora em sua área de concessão chegou a R$ 278,5 milhões. No mesmo período do ano passado, foram R$ 211,5 milhões. A previsão é de que até o final do ano o recurso aplicado na área de concessão ultrapasse os R$ 350 milhões.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia