Tigre estreia no setor de petróleo e gás com nova linha certificada

Tubos e conexões da linha CPVC Schedule 80 possuem Certificação Marine e OffShore

Ag. Petrobras

Estratégia para o crescimento futuro. Foi assim que o Grupo Tigre desenvolveu as metas de crescimento durante o período da crise econômica mais profunda que o Brasil enfrentou do final de 2015 até o primeiro semestre do ano passado.

Neste período, o foco se voltou para um dos setores mais importantes do mundo, petróleo e gás. Com isso, a Tigre agregou ao seu portfólio uma nova linha de aplicações navais para os dois setores. “Foi um passo importante, já que o Grupo Tigre é conhecimento mundialmente pela atuação na construção civil. O novo passo para o desenvolvimento das linhas para a utilização na condução de líquidos corrosivos, sendo um deles com moléculas de cloro, deu a certeza de que seremos referência também no segmento de petróleo e gás”,  disse o gerente de venda para a Indústria do Grupo Tigre, Gil Prayon,

A linha CPVC Schedule 80 possui a Certificação Marine e OffShore, concedida pela Bureau Veritas.  Os produtos são fabricados conforme padrão Schedule 80 e possuem elevada resistência química, mecânica e à corrosão. Além disso, o sistema oferece perdas de carga reduzida e baixa condutividade térmica, devido à matéria-prima dos produtos.

De acordo com Prayon, as linhas mostram resistência com o termoplástico capaz de substituir em alguns casos o uso do aço. Além disso, ao criar a nova linha, a gigante de tubos e conexões elevou ainda mais a política de sustentabilidade. “As linhas são certificadas, mas para se chegar a um produto que fosse inserido num segmento pesado, como o petróleo e gás, foram necessárias pesquisas, com a participação de clientes e distribuidores. Agora, o próximo passo é ampliar ainda mais o quadro de distribuidores, considerando também o apetite por negócios com a Petrobras nessa nova fase de recuperação e com a seriedade da nova diretoria”, destaca.

Em 2017, o Grupo Tigre se preparou com a elevação de estoques, com os investimentos nos novos produtos, na ampliação do portfólio, no aumento das vendas para a indústria e ampliou a carteira de clientes, principalmente no Rio de Janeiro para atender as petrolíferas. “Para 2018, nossa meta é ampliar as vendas e os distribuidores. Temos um quadro com 18 engenheiros de aplicação que apoiam as vendas. Entre 2016 e 2017, o nosso crescimento foi de 20%. Como somos cautelosos esperamos os mesmos 20%, mas que devido aos primeiros resultados já estamos apostando em um número bem acima”, finalizou Prayon.

O Grupo Tigre tem sua história marcada pela inovação há mais de 75 anos, com destaque para a  fabricação de materiais plásticos para construção e uma das maiores referências  no Brasil em tubos e conexões de PVC.

Presente em cerca de 40 países, possui sete mil funcionários, 11 plantas no Brasil e 12 no exterior: Argentina (2), Bolívia (2), Chile (2), Colômbia, Equador, Estados Unidos, Paraguai, Peru e Uruguai. Além de tubos e conexões, fazem parte do portfólio as marcas Claris Tigre (esquadrias de PVC), Tigre Ferramentas para Pintura, Tigre-ADS (tubulações de PEAD para saneamento e drenagem), Fabrimar (metais sanitários) e TSAE – Tigre Soluções para Água e Efluentes.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia