Vestas tem receita recorde no primeiro trimestre €1,8 bilhões

Outro destaque no trimestre foi a receita de serviços, 23% maior em comparação ao mesmo período no ano anterior

Resultados

Receita, rendimentos e fluxo de caixa livre da Vestas, empresa dinamarquesa de energia eólica com operações no Brasil, aumentaram no primeiro trimestre de 2017. A receita alcançou o valor recorde de 1,885 bilhões de euros – um aumento de 29% quando comparado a igual período anterior. A margem EBIT antes de itens especiais foi de 11,2%.

A entrada de pedidos segue estável, alcançando 2.049 MW no trimestre. Já as encomendas para entrega futura de aerogerador e serviços chegaram a 20 bilhões de euros, um nível alto, que representa aumento de 2 bilhões em relações ao mesmo trimestre do ano passado.

Estados Unidos, Alemanha e China foram os mercados que mais contribuíram com a entrada de pedidos no primeiro trimestre, representando mais de 70%. A Vestas também teve um bom desenvolvimento na Argentina, além do primeiro pedido na Índia após a abertura da fábrica de pás.

As entregas aumentaram, com as principais melhorias ocorrendo nos Estados Unidos, no Reino Unido e na Alemanha, junto com boa atividade no Uruguai, no México, na França e na Turquia, e desenvolvimento positivo na China e Índia. Outro destaque no trimestre foi a receita de serviços, 23% maior em comparação ao mesmo período no ano anterior.

“Estamos muito contentes com o nosso desempenho global. Nossas conquistas do primeiro trimestre se devem à dedicação dos funcionários nas fábricas, nos escritórios e no campo”, ressalta Anders Runevad, presidente do grupo. O executivo avalia que o mercado de energia eólica é dinâmico e exigente. “Procuramos agir de maneira ágil e inteligente – sempre mantendo nosso foco na segurança – para atender aos nossos clientes e acionistas”, complementa.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia