CCEE: consumo de energia fica estável em junho

Na comparação com junho do ano passado, cinco atividades registraram aumento de consumo com destaque para o setor de extração de minerais metálicos

CCEE  e o curso

Dados consolidados da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE apontam que o consumo de energia ficou praticamente estável, em junho de 2015, com o registro de leve queda (-0,05%) na comparação com o mesmo mês do ano passado.

O consumo no Ambiente de Contratação Livre – ACL, no qual os consumidores negociam o fornecimento diretamente com geradores e comercializadores, foi de 13.602 MW médios, diminuição de 3,15% em relação a junho de 2014. Já no Ambiente de Contratação Regulada – ACR, no qual os consumidores são atendidos pelas distribuidoras, houve o registro de uma pequena alta (+0,89%), totalizando 44.858 MW médios, contra 44.458 MW médios no mesmo período do ano passado.

O ritmo da atividade industrial, em junho, continua em retração, refletido no consumo de energia por ramo de atividade dos consumidores livres e especiais, que adquirem energia no ACL. Os dados apontam queda de 2,63% frente ao mesmo período de 2014, sendo o setor de saneamento com o pior resultado (-12,4%), seguido pelos setores de veículos (-10%) e bebidas (-9%).

Na comparação com junho do ano passado, cinco atividades registraram aumento de consumo com destaque para o setor de extração de minerais metálicos (+25,4%) e telecomunicações (+2,45%).
Os números também constam do boletim InfoMercado Mensal – Dados Gerais, em que a CCEE divulga os resultados das contabilizações do mercado de energia elétrica brasileiro. O documento aponta 20.890 contratos no sistema da instituição em junho deste ano, correspondentes a um montante de 87.809 MW médios em energia elétrica comercializada.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia