CCEE: PLD é fixado em R$ 426,10/MWh no Sudeste e Sul

Preço da primeira semana de abril fica em R$ 430,14/MWh no submercado Nordeste e permanece no mínimo no Norte (R$ 33,68/MWh)

PLD para a semana

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE informa que o Preço de Liquidação das Diferenças – PLD para o período entre 1º e 7 de abril subiu 81% nos submercados Sudeste/Centro-Oeste e Sul ao passar de R$ 235,67/MWh para R$ 426,10/MWh. O valor do Nordeste foi fixado em R$ 430,14/MWh, alta de 18%. No Norte, o PLD segue no valor mínimo (R$ 33,68/MWh).

Os limites de intercâmbio referentes ao envio de energia pelo Norte e recebimento pelo Nordeste são atingidos, o que descola os preços destes submercados frente aos demais.

As afluências previstas para o Sistema em março ficaram em 66% da Média de Longo Termo – MLT, abaixo da média em todos os submercados: Sudeste (68%), Sul (85%), Nordeste (24%) e Norte (84%). Em abril, as ENAs são esperadas em 63% da MLT, também abaixo da média em todo o país, principal fator para o aumento dos preços no Sudeste, Sul e Nordeste.

A expectativa de carga para a próxima semana está aproximadamente 1.050 MWmédios mais alta com elevação esperada em todos os submercados: Sudeste (+478 MWmédios), Sul (+255 MWmédios), Nordeste (+108 MWmédios) e Norte (+202 MWmédios). Essa previsão também impacta no aumento do PLD da primeira semana de abril.

Já os níveis dos reservatórios do SIN ficaram aproximadamente 2.230 MWmédios abaixo da expectativa, mais um fator decisivo para o aumento do PLD. A redução foi observada em todos os submercados com exceção do Nordeste, cujos níveis subiram 210 MWmédios. Os montantes de energia caíram 2.250 MWmédios no Sudeste, 20 MWmédios no Sul e 170 MWmédios no Norte.

O fator de ajuste do MRE previsto para março é de 106,2% e de 99,6% para abril. Os Encargos de Serviços do Sistema – ESS são esperados em R$ 167 milhões para o mês que se encerra hoje, sendo R$ 115 milhões referentes à segurança energética. Já para abril, o ESS previsto é de R$ 13 milhões com o montante de R$ 12 milhões também associado à segurança energética.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia