Consumo de energia no mercado cativo sobe 0,3% em 2015, mostra CCEE

No ambiente de contratação livre a redução foi de 5,4%

Volume dos reservatórios

Dados consolidados da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), divulgados nesta sexta-feira, apontam alta de 0,3% no consumo de energia no mercado cativo, no qual os consumidores são atendidos pelas distribuidoras, nos primeiros quatro meses de 2015. Entre janeiro e abril de 2015, o Ambiente de Contratação Regulada (ACR) teve um consumo de cerca de 139,7 milhões de MWh, contra 139,3 milhões de MWh no mesmo período de 2014.

No Ambiente de Contratação Livre (ACL), no qual os consumidores negociam o fornecimento diretamente com geradores e comercializadores, foi registrado consumo de 43,9 milhões de MWh, uma redução de 5,4% na comparação com o mesmo período do ano anterior (46,4 milhões de MWh).

Já os dados de medição prévios com números de maio mostram queda de 4% em relação a abril, no consumo pelos segmentos industriais que adquirem energia no ACL. Em abril deste ano, apenas os setores de extração de minerais metálicos (+8,7), telecomunicações (+7,8%) e comércio (+2,2%) registraram aumento no consumo, quando comparado ao mesmo período de 2014. Dentre os ramos da indústria com maior redução no consumo, estão o de bebidas (-17,4%), saneamento (-14,8%), e veículos (-15,6%).

Os números constam do boletim InfoMercado Mensal – Dados Gerais, em que a CCEE divulga os resultados das contabilizações do mercado de energia elétrica brasileiro. O documento aponta que a instituição registrava 20.480 contratos em seu sistema em abril deste ano, correspondentes a um montante de 87.308 MW médios em energia elétrica comercializada.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia