Programa fortalecido

EDP beneficia mais de 123 mil consumidores com projetos de eficiência energética

Entre os compromissos da EDP em seus programas de eficiência está o uso de fontes alternativas de energia

A EDP, empresa que atua na comercialização, geração e distribuição de energia elétrica no Brasil, beneficiou mais de 123 mil consumidores em 2014 com seus projetos de eficiência energética. Durante o ano, a companhia investiu cerca de R$ 21 milhões e pôs em execução um amplo e diversificado programa de conscientização da população. As ações atingiram desde usuários em grandes cidades até comunidades remotas, passando por uma das mais bem-sucedidas atividades do setor dirigidas a professores e estudantes.

Os programas de eficiência energética da EDP ajudam a combater o desperdício e, ao mesmo tempo, ensinam a utilizar a rede elétrica de maneira segura e responsável. Melhorias de processos, mudanças de hábitos de consumo e adoção de aparelhos com tecnologias mais modernas resultam em mais qualidade nas instalações elétricas para o consumidor, que ainda é favorecido com economia de energia. Para a empresa, uma das vantagens obtidas é a redução de consumo nos horários de ponta, o que alivia o sistema de distribuição.

Em 2014, os quatro principais projetos da EDP produziram resultados impressionantes. O Boa Energia na Comunidade atingiu mais de 15 mil clientes nas áreas de concessão da distribuidora de energia elétrica do Grupo EDP em São Paulo. Ao combater ligações clandestinas e atuar na conscientização e mobilização da população, o programa regularizou instalações elétricas em residências e pequenos comércios. Foram mais de R$ 6 milhões investidos entre reformas internas e a substituição de geladeiras e lâmpadas, sem gerar custo para os usuários e com foco no atendimento à população de baixa renda.

Essa mesma orientação esteve presente no Agentes da Boa Energia, um dos programas de eficiência energética da EDP no Espírito Santo. Funcionários da Companhia percorreram diversas comunidades para oferecer atendimento localizado e personalizado. Eles negociaram dívidas, fizeram agendamento de visitas para regularização de instalações elétricas nas casas e também auxiliaram na inserção de famílias no Tarifa Social, benefício do governo federal que garante descontos na conta de luz. Em 2014, o projeto realizou, ainda, a substituição de 38.938 equipamentos energeticamente mais eficientes, entre geladeiras, lâmpadas e kits para reforma da rede elétrica interna em residências de baixa renda.

Energia diferente nas escolas

Uma das atividades mais bem-sucedidas da EDP em eficiência energética é o Boa Energia nas Escolas. Desde sua criação em 2011, já foram mais de 800 escolas, 3.818 professores e 323.638 mil alunos participantes de escolas públicas do Espírito Santo e de São Paulo. No ano passado, o programa acrescentou mais 237 instituições de ensino ao currículo, com 971 professores e 95.673 estudantes em oito cidades do Espírito Santo e nove de São Paulo.

Para crianças e adolescentes, a grande atração do projeto é o Caminhão da Boa Energia, um veículo transformado em misto de laboratório, sala de aula e área de diversão. O veículo rodou mais de 1.275 quilômetros em 2014, levando os monitores às escolas para compartilhar conceitos sobre o uso eficiente de energia de uma maneira criativa, com experimentos, jogos, gibis e até uma maquete que simula o consumo de uma residência.

Entre os compromissos da EDP em seus programas de eficiência está o uso de fontes alternativas de energia. Esse é o foco do Boa Energia Solar, que permite ao usuário aproveitar a luz do sol para conseguir economia de até 30% na fatura mensal. Em 2014, mais de 1.700 clientes participaram do projeto nas áreas de concessão da EDP Bandeirante e EDP Escelsa, com a instalação de chuveiros inteligentes, coletores solares e sistemas de aquecimento de água. Para aumentar ainda mais a eficiência energética dos beneficiados, houve a substituição de 10.200 lâmpadas incandescentes por fluorescentes mais econômicas e duráveis.
A mesma energia solar foi a solução encontrada pela EDP para viabilizar o acesso à eletricidade em áreas remotas como a ilha Montão de Trigo, situada a 14 km da costa brasileira no litoral norte de São Paulo. Em 2014, a iniciativa beneficiou 18 famílias.

Os resultados dos programas de eficiência energética da EDP demonstram o comprometimento do grupo com o consumo responsável. Os investimentos no setor são, em sua grande maioria, voltados aos usuários residenciais de baixo poder aquisitivo, proprietários de pequenos comércios e organizações sem fins lucrativos. A partir da experiência acumulada em suas ações, a EDP entende que o alto engajamento de todos os envolvidos nos projetos é resultado do foco na geração de benefícios de maneira rápida e concreta para os clientes.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia