Ministro vistoria UHEs do Madeira e considera recuperação em atrasos

Já a UHE Santo Antônio tem atualmente 32 unidades geradoras (2.286 MW) em operação comercial

Divulgação

O Ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, realizou, na última sexta-feira (21), visita técnica às usinas hidrelétricas da Complexo Rio Madeira, Jirau e Santo Antônio, localizadas em Rondônia, e afirmou, em entrevista à Voz do Brasil, que o Governo Federal acompanha as obras do setor elétrico em curso, como a dessas duas usinas, e atua para recuperar atrasos e garantir energia elétrica, a menor custo, para todo o país.

“Energia é um dos insumos importantes na macroeconomia para voltarmos a crescer. A missão dada pela Presidenta Dilma é que nós possamos recuperar o tempo perdido, recuperar os atrasos de obras, e fazer com que essa energia toda seja entregue para a população e assim voltemos a ter desenvolvimento, emprego, renda e crescimento econômico”, afirmou o ministro.

A UHE Jirau terá 50 unidades geradoras acionadas quando concluída, com potência unitária de 75 MW, que totalizam 3.750 MW de capacidade instalada. Atualmente, a usina possui 33 unidades geradoras (2.475 MW) em operação comercial. A previsão de conclusão das obras é outubro de 2016.

Já a UHE Santo Antônio tem atualmente 32 unidades geradoras (2.286 MW) em operação comercial. A previsão de conclusão das obras é outubro de 2016.  Quando concluída, a usina terá 50 unidades geradoras, sendo 24 unidades com 73,3 MW e 26 unidades com 69,6 MW de potências unitárias, as quais, somadas, totalizarão 3.568 MW de capacidade instalada e 2.424 MW médios de energia assegurada.

A grande oferta de energia proporcionada por essas usinas vai permitir que os brasileiros tenham acesso a energia em menores custos e cada vez com mais segurança, destacou o ministro. “Essas obras no rio Madeira são importantes para que o Brasil possa, a partir do período úmido de 2016, garantir suprimento de energia elétrica mais barato, mais confiável. Isso vem dentro da política da presidenta Dilma, trazendo o custo de geração da energia para o nível de competitividade internacional que esperamos alcançar, ajudando a retomada do crescimento  econômico, da competitividade dos nossos produtos industriais, e retomando a geração de emprego e renda”, disse Braga à Voz do Brasil.

Pela manhã, Braga e a equipe de técnicos do Ministério visitaram a UHE Jirau, e estiveram na sala de controle; na segunda fase da construção da casa de força da margem esquerda e almoçaram no refeitório da margem direita. À tarde, na UHE Santo Antônio, Eduardo Braga foi recebido e visitou o edifício de comando no grupo gerador 1, antes de seguir para a sala de controle e depois seguir para o canteiro de obras do grupo gerador 4 e para o vertedouro principal.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia