PLD recua mais de 20% em todos os submercados

Expectativa de afluências em torno de 120% da Média de Longo Termo - MLT para o sistema contribui na redução do preço

PLD para a semana

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE informa que o Preço de Liquidação das Diferenças – PLD para o período de 11 a 17 de julho caiu 25% para o Nordeste, sendo fixado em R$ 238,74/MWh, e 27% nos demais submercados, ficando em R$ 231,65/MWh.

A previsão de afluências mais otimistas no Sistema Interligado Nacional – SIN, que subiram de 95% para 118% da média histórica, foi a principal responsável pela retração do preço em todos os submercados.

O Sul foi o submercado que apresentou a principal elevação (de 100% para 155% da MLT), acrescentando cerca de 6.000 MWmédios de energia ao sistema. No Sudeste, as afluências foram revistas de 101% para 117% da média, ou 3.000 MWmédios. A elevação do Norte foi de apenas 100 MWmédios, com previsão em 90% da média. O Nordeste foi o único submercado cujas afluências foram revistas para valores inferiores às anteriores (49% ante 51%).

A redução das afluências previstas para o Nordeste resulta na elevação do recebimento de energia por este submercado, sendo que o envio pelo Sudeste atinge o limite máximo da capacidade de intercâmbio de energia entre essas regiões, ocasionando diferença entre os preços desses submercados.

Os níveis de armazenamento dos reservatórios ficaram cerca de 3.200 MWmédios acima do previsto para o início da terceira semana de julho em todos os submercados, exceto no Nordeste, cujos níveis ficaram estáveis. A elevação mais significativa (1.800 MWmédios) foi verificada no Sudeste, enquanto no Sul e Norte, os níveis dos reservatórios ficaram cerca de 1.300 e 200 MWmédios acima do esperado, respectivamente.

A nova previsão de carga para o sistema caiu em torno de 300 MWmédios, concentrada no Nordeste. No Sul, a expectativa é que fique 30 MWmédios acima da previsão anterior, enquanto no Sudeste e Norte não houve variação significativa.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia