PLD sobe 4% e permanece equalizado em todos os submercados

Níveis dos reservatórios ficam cerca de 700 MWmédios acima da expectativa

PLD para a semana

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) informa que o Preço de Liquidação das Diferenças – PLD médio para o período de 27 de junho a 3 de julho teve um aumento de 4% em relação ao valor da semana anterior, sendo fixado em R$ 378,01/MWh para todos os submercados. O preço nos patamares de carga pesada e média foi de R$ 383,25/MWh e de R$ 368,82/MWh no patamar de carga leve.

A elevação do preço foi ocasionada especialmente pela previsão de vazões menos otimistas para o Sistema Interligado Nacional – SIN em julho. As afluências esperadas para o próximo mês foram revistas de 100% para 89% da média histórica com redução em todos os submercados, principalmente no Sudeste/Centro-Oeste onde a previsão é de 85% da média e representa queda de 4.700 MWmédios em relação ao registrado em junho.

Houve reduções significativas nas previsões para as afluências de Sul e Norte em 2.400 MWmédios e 2.300 MWmédios, respectivamente. As previsões para o Nordeste também estão ligeiramente menores (500 MWmédios), saindo dos 54%, registrados em junho, para 52% da média no próximo mês.

A redução na carga prevista para o sistema foi o fator que evitou uma alta ainda mais expressiva no valor do PLD para a primeira semana de julho. A redução no consumo por parte dos consumidores, tanto livres quanto cativos, contribuiu para uma queda em torno de 230 MWmédios na carga esperada para a próxima semana. A maior redução (68%) deve ocorrer no Sudeste. No Nordeste a previsão é de queda de aproximadamente 170 MWmédios, enquanto no Sul é esperada uma elevação em torno de 100 MWmédios. A previsão do Norte, por sua vez, não sofreu alterações.

Apesar das reduções das afluências previstas para o próximo mês, situação já notada na última semana de junho, a queda na carga contribuiu para que os níveis de armazenamento dos reservatórios ficassem cerca de 700 MWmédios acima do previsto para o início da primeira semana de julho. A principal elevação foi observada no Sudeste (610 MWmédios), seguida pelo Sul e Nordeste com 180 e 100 MWmédios, respectivamente. A única redução verificada foi no Norte com cerca de 175 MWmédios a menos de energia.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia