State Power Investment Corporation finaliza a aquisição da Pacific Hydro Brasil

Grupo avalia a aquisição de ativos operacionais de geração hidroelétrica, ativos eólicos e a participação nos próximos leiloes de geração no Brasil e na América Latina

Divulgação

A SPIC Overseas finalizou o processo de compra dos ativos da Pacific Hydro Brasil. Por meio desta ação, o SPIC dá início ao seu plano de expansão no país e na América Latina com foco em energias renováveis – hídrica e eólica. Atualmente, o grupo avalia potenciais de ativos de geração hidroelétrica de grande porte, ativos eólicos e a participação nos próximos leiloes eólicos a serem promovidos pelo Governo Brasileiro. Recentemente, o Grupo adquiriu 27,3% da participação da Astaldi SpA – completando 100% de participação acionária – na hidroelétrica Chacayes de 111 MW de capacidade instalada no rio Cachoapal no Chile.

Fruto da fusão entre a antiga China Power e Corporação de Tecnologia de Energia Nuclear do Estado, a SPIC possui ativos totais de USD 113 bilhões e sua capacidade instalada total ultrapassa 110 GW. Com um grupo de cerca de 140 mil colaboradores ao redor do mundo, seus negócios incluem geração, carvão, alumínio, logística, finanças, proteção ambiental e indústrias de alta tecnologia. A corporação tem presença em 36 países e regiões no exterior, incluindo Malta, Japão, Turquia e Vietnã.

A Pacific Hydro é um fornecedor global de soluções de energia limpa cuja holding na Austrália opera há mais de 20 anos no desenvolvimento, construção e operação de projetos de energia renovável, trading de energia elétrica e créditos de carbono.

A empresa possui projetos de energia eólica, solar e geotérmica em diferentes estágios de desenvolvimento e operação na Austrália, Brasil e Chile.

Com mais de 850 MW de ativos hidrelétricos e eólicos em operação e mais de 2.000 MW no pipeline de desenvolvimento de projeto, a empresa consegue, por meio de seus ativos, eliminar a emissão de cerca de 1,5 milhão de toneladas de poluição de gás de efeito estufa a cada ano. A empresa também atua no mercado de carbono, na produção e comercialização de créditos de carbono em seus projetos hidrelétricos, registrados sob o Mecanismo de Desenvolvimento Limpo do Protocolo de Quioto.

No Brasil a Pacific opera desde 2007, por meio de dois parques eólicos Millenium e Vale dos Ventos totalizando 58 MW de capacidade instalada no Estado da Paraíba, no Nordeste do País Os executivos das instituições fecharam o acordo na sede do escritório Mattos Filho, assessor legal do SPIC. Nessa transação, o escritório Veirano advogados foi assessor do deal. O SPIC foi assessorado pelo Santander Global Corporate Banking e pela King & Wood Mallesons e a IFM teve o apoio do Credit Suisse, Bank of America Merrill Lynch e Herbert Smith Freehills.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia