Abraceel condena postergação das liquidações no mercado de curto prazo

Entidade alerta sobre quebra de contratos e solicita à Aneel a plena manutenção dos acordos referentes aos meses de setembro e outubro

Divulgação - Abraceel

A Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel) manifesta a sua condenação a qualquer postergação das liquidações no mercado de curto prazo da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) referentes aos meses de setembro e outubro deste ano.

Segundo comunicado da Abraceel enviado à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), os créditos do mercado de curto prazo são valores privados de credores, decorrentes de legítimas operações de compra e venda de energia, e fundamentalmente destinados a manter as estruturas empresariais e as cadeias de pagamento. “Não é justo que todos os agentes arquem com um ônus neste cenário de elevada inadimplência”, avisa Reginaldo Medeiros, presidente da Abraceel.

“Uma medida como essa seria formalmente uma operação de quebra de contratos no setor como um todo”, alerta Medeiros. Na visão da Abraceel, os agentes do mercado regulado já dispõe de mecanismos para cobrir eventuais desequilíbrios na equação econômico-financeira de seus regimes de concessão, sendo descabida a divisão dessa conta com outros segmentos.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia