Aneel aprova reajustes de tarifa para cooperativa Cernhe de São Paulo

Fórmula de cálculo inclui custos típicos da atividade de distribuição, sobre os quais incide o IGP-M e outros

Tarifas

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) aprovou nesta terça-feira, o reajuste tarifário da cooperativa de Eletrificação e Desenvolvimento Rural da Região de Novo Horizonte (CERNHE). As novas tarifas entrarão em vigor a partir do próximo dia 17.

A Cooperativa Cernhe fica localizada em Novo Horizonte (SP), com 4 mil unidades consumidores e efeito médio de 25,02% para baixa tensão e 0%  para alta tensão.

Ao calcular os índices de reajuste, a Agência considera a variação de custos que a empresa teve no decorrer do período de referência. A fórmula de cálculo inclui custos típicos da atividade de distribuição, sobre os quais incide o IGP-M e outros custos que não acompanham necessariamente o índice inflacionário, como energia comprada de geradoras, encargos de transmissão e encargos setoriais.

A aplicação do reajuste anual e da revisão tarifária está prevista nos contratos de permissão assinados entre as cooperativas e o Governo federal, por meio da ANEEL. Os índices homologados pela Agência são os limites a serem praticados pelas cooperativas.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia