Quatro distribuidoras de São Paulo estão com reajustes aprovados pela ANEEL

Novas tarifas entrarão em vigor a partir do dia 10/05

Conta de

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) aprovou nesta terça-feira, os reajustes tarifários de quatro distribuidoras que atendem o interior de São Paulo e alguns municípios de Minas Gerais. São elas: Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema (EDEVP), Companhia Nacional de Energia Elétrica (CNEE), Empresa Elétrica Bragantina (EEB) e Caiuá Distribuição de Energia  (Caiuá-D). As novas tarifas entrarão em vigor a partir do dia 10/05.

O efeito médio da alta tensão refere-se às classes A1 (>= 230 kV), A2 (de 88 a 138 kV), A3 (69 kV) e A4 (de 2,3 a 25 kV). Para a baixa tensão, a média engloba as classes B1 (Residencial e subclasse residencial baixa renda); B2 (Rural (subclasses, como agropecuária, cooperativa de eletrificação rural, indústria rural, serviço público de irrigação rural); B3 (Industrial, comercial, serviços e outras atividades, poder público, serviço público e consumo próprio); e B4 (Iluminação pública).

Ao calcular o reajuste, a Agência considera a variação de custos que a empresa teve no ano. O cálculo inclui custos típicos da atividade de distribuição, sobre os quais incide o IGP-M, e outros custos que não acompanham necessariamente o índice inflacionário, como energia comprada, encargos de transmissão e encargos setoriais.

Confira os dados de mercado das quatro concessionárias: 

Vale Paranapanema (EDEVP), com 175 mil unidades consumidoras e área atendida de 27 municípios de São Paulo (Assis, Tupã, entre outros.

Nacional (CNEE), com 110 mil unidades consumidoras e área atendida de 15 municípios de São Paulo (Catanduva, Novo Horizonte, entre outros).

Bragantina (EEB), com 147 mil unidades consumidoras e área atendida de cinco municípios de São Paulo (Bragança Paulista e dez em Minas Gerais (Extrema, Itapeva, entre outros)

Caiuá-D, com 235 mil unidades consumidoras e área atendida de São Paulo (Presidente Prudente, por exemplo).

Mais informações sobre os processos de reajustes tarifários podem ser consultadas no endereço eletrônico da ANEEL (www.aneel.gov.br), perfil espaço do consumidor, na cartilha “perguntas e respostas sobre tarifas de distribuidoras de energia elétrica “.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia