Usina Cachoeira do Caldeirão tem licença de instalação suspensa por 10 dias

Empresa afirma também que a Equipe de Cachoeira Caldeirão está dando todo o suporte à população afetada e colaborando nos trabalhos de recuperação

Divulgação

EDP-Energias do Brasil divulgou comunicado nesta segunda-feira sobre alagamento ocorrido no último dia 07 com a cheia do Rio Araguari, Amapá. A Empresa de Energia Cachoeira Caldeirão, responsável pela usina com o mesmo nome, realizou a abertura controlada na ensecadeira na margem esquerda para permitir a passagem das águas do rio.

Na sequência desse procedimento de segurança e de manobras executa das por outras usinas da região, verificou-se um alagamento parcial da cidade de Ferreira Gomes, a jusante da barragem.

A empresa afirma também que a Equipe de Cachoeira Caldeirão está dando todo o suporte à população afetada e colaborando nos trabalhos de recuperação. Não há qualquer vítima registrada.

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente do estado do Amapá (SEMA) decretou a suspensão da obra e da licença de instalação por um período de 10 dias para averiguações.

No final do primeiro trimestre de 2015, a usina já  estava com 80% de conclusão das obras e deverá entrar em operação até janeiro de 2017, data que iniciam os contratos de energia do CCEAR.

 

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia