Barril do Texas cai 4,27% e atinge menor valor em mais de 6 anos

Já os contratos de gás natural, também para entrega em setembro, subiram US$ 0,01

Refinarias dos EUA

O barril do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou nesta quarta-feira em baixa de 4,27%, cotado a US$ 40,80, seu nível mais baixo em seis anos e meio.

A queda de hoje foi atribuída a relatórios segundo os quais as reservas de petróleo nos Estados Unidos atingiram os níveis mais altos para esta época em pelo menos oito décadas.

Ao final da sessão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do petróleo WTI para entrega em setembro caíram US$ 1,82 em relação ao fechamento de ontem.

O preço do fechamento de hoje é o mais baixo desde 2 de março de 2009, quando o WTI encerrou o pregão cotado a US$ 40,15 o barril.

As cotações internacionais de petróleo estão caindo desde o segundo semestre do ano passado por um excesso de oferta no mercado, o que gerou um aumento nos níveis de reservas.

O Departamento de Energia dos EUA informou hoje que as reservas de petróleo do país aumentaram em 2,6 milhões de barris, para 456,2 milhões, o nível mais alto para essa época do ano em oito décadas.

Os contratos de gasolina para entrega em setembro fecharam com baixa de US$ 0,09, em US$ 1,56 o galão (3,78 litros). Os de gasóleo para calefação para entrega no mesmo mês mantiveram caíram US$ 0,04, para US$ 1,52 o galão.

Já os contratos de gás natural, também para entrega em setembro, subiram US$ 0,01 e fecharam em US$ 2,72 por cada mil pés cúbicos.

Com Ag.EFE

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia