Barril do Texas fecha em alta de 0,42%

Contratos de gasolina para entrega em agosto se mantiveram praticamente estáveis, a US$ 1,92 o galão

Mais licitações

O Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou nesta terça-feira em alta de 0,42%, aos US$ 50,36 o barril, em uma mudança de tendência justificada por um respiro na alta do dólar que obscureceu por um momento a crise de excesso de oferta de petróleo.

Ao final da sessão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros para entrega em agosto subiram US$ 0,21 em relação ao fechamento de ontem.

A posição de domínio do dólar no mercado das divisas fez com que o petróleo de referência nos Estados Unidos subisse ligeiramente seus preços enquanto a moeda vivia hoje uma jornada de baixa, cotada a 0,91 euro a unidade.

No entanto, esta circunstância pontual não desvia totalmente a atenção da questão de fundo na queda dos preços do petróleo em nível mundial, relacionada com uma crise de excesso de oferta que nos dias anteriores se agravou com a entrada do Irã no mercado após o pacto nuclear com as grandes potências.

Por sua parte, os contratos de gasolina para entrega em agosto se mantiveram praticamente estáveis, a US$ 1,92 o galão, enquanto os de gasóleo para calefação subiram US$ 0,02, para US$ 1,68.

Já os contratos de gás natural para entrega em agosto registraram alta de US$ 0,06 e encerraram o dia cotados a US$ 2,88 para cada mil pés cúbicos.

Com Ag.EFE

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia