Barril do Texas fecha em baixa de 0,63%

Já os contratos de gás natural para entrega em agosto caíram US$ 0,04% e fecharam a US$ 2,78 por cada mil pés cúbicos

Brent em baixa

O barril do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou nesta sexta-feira em baixa de 0,63%, cotado a US$ 48,14 e acumulando uma queda semanal de 5,40%, causada pela crise de excesso de oferta, o aumento das reservas nacionais e o fortalecimento do dólar.

No final da sessão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do WTI para entrega em setembro recuaram US$ 0,31 em relação ao fechamento da jornada anterior. Em relação ao fechamento da úlima sexta, a queda foi de US$ 2,75, apesar de nesta semana ter sido mudado o mês de referência de agosto para setembro.

O preço voltou ao baixo nível de abril e apagou a leve alta que levou o WTI a ultrapassar os US$ 60 em maio e junho. Desde então, o valor despencou 20%.

A crise na Grécia e, ultimamente, a iminente incorporação do Irã ao mercado após o pacto nuclear com as grandes potências pioraram a situação, à qual se somou a hegemonia do dólar no mercado de divisas.

Os contratos de gasolina para entrega em agosto, ainda o mês de referência, caíram US$ 0,03, para US$ 1,82 o galão (3,78 litros). Os de gasóleo para calefação para entrega no mesmo mês recuaram US$ 0,02, para US$ 1,63 o galão.

Já os contratos de gás natural para entrega em agosto caíram US$ 0,04% e fecharam a US$ 2,78 por cada mil pés cúbicos.

Com Ag.EFE

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia