Barril do Texas fecha em baixa de 1,3%

Se as negociações prosperarem, as sanções impostas ao Irã pela ONU, pelos Estados Unidos e pela União Europeia podem ser canceladas

Brent em alta

O Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou nesta quarta-feira em baixa de 1,3%, aos US$ 51,65, após uma alta inesperada nas reservas de petróleo dos Estados Unidos.

Ao final da sessão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros para entrega em agosto caíram US$ 0,68 em relação ao fechamento de ontem.

Os preços reagiram ao anúncio do Departamento de Energia, que, ao contrário da queda prevista pelos analistas, divulgou que as reservas de petróleo nos EUA subiram na semana passada em 400 mil barris, até os 465,8 milhões, e se mantiveram no nível mais alto para esta época do ano nos últimos 80 anos.

Este dado contribui para a crise de excesso de oferta que arrasta o petróleo em nível internacional desde o ano passado, e se soma à possibilidade de sucesso nas negociações do Irã com o Grupo 5+1 sobre seu programa nuclear, previstas para terminar sexta-feira.

Se as negociações prosperarem, as sanções impostas ao Irã pela ONU, pelos Estados Unidos e pela União Europeia podem ser canceladas, o que dará ao país maior acesso ao mercado internacional de petróleo.

Os contratos de gasolina para entrega em agosto subiram US$ 0,05, para US$ 2 o galão, enquanto os de gasóleo para calefação se mantiveram praticamente estáveis em US$ 1,71.

Já os contratos de gás natural para entrega em agosto caíram de US$ 0,04 e encerraram o dia cotados a US$ 2,68 para cada mil pés cúbicos.

Com Ag.EFE

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia