Barril do Texas fecha em baixa de 1,81%

As cotações do petróleo vêm caindo desde o segundo semestre do ano passado por um excesso de oferta do mercado

Rússia e a produção

O barril do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou nesta quarta-feira em baixa de 1,81%, para US$ 38,60, apesar do anúncio de que as reserva de petróleo nos Estados Unidos foram reduzidas na semana passada.

Ao final da sessão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do WTI para entrega em outubro caíram US$ 0,71 em relação ao fechamento de ontem.

A queda retoma a tendência negativa interrompida na terça-feira, com os investidores mantendo a preocupação pela desaceleração da economia da China, segundo maior consumidor de petróleo no mundo.

O Departamento de Energia anunciou hoje que as reservas de petróleo do país reduziram 5,5 milhões de barris, para 450,8 milhões, apesar dos analistas esperarem uma alta.

As cotações do petróleo vêm caindo desde o segundo semestre do ano passado por um excesso de oferta do mercado. O valor máximo de fechamento registrado no ano passado foi de US$ 107,26 o barril, no dia 20 de junho, o que representa uma queda de 64% desde então.

Por sua vez, os contratos de gasolina para entrega em setembro, ainda os de mais próximo vencimento, caíram US$ 0,09, para US$ 1,35 o galão, e os de gasóleo para calefação ficaram US$ 0,02 mais baratos, cotados a US$ 1,38.

Já os contratos de gás natural com vencimento também em setembro permaneceram estáveis e fecharam a jornada cotados a US$ 2,69 por cada mil pés cúbicos.

Com Ag.EFE

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia