Preços do petróleo recuam com WTI pesando a decisão do FBI sobre Hillary

Anúncio é para a reabertura da investigação sobre o uso de um servidor privado de e-mails da candidata democrata

Arquivo:SE

O barril de petróleo Brent para entrega em dezembro fechou nesta sexta-feira em baixa de 1,5% no mercado de futuros de Londres, cotado a US$ 49,71.

O petróleo do Mar do Norte, de referência na Europa, terminou a sessão no International Exchange Futures (ICE) US$ 0,76 abaixo do valor final da sessão de ontem, que foi de US$ 50,47.

O Brent fechou a semana em baixa apesar de hoje membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) terem começado em Viena a estudar os detalhes de um possível corte conjunto da oferta do produto no mercado. A Opep espera prosseguir amanhã os debates com outros importantes produtores.

O barril do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou nesta sexta-feira em baixa de 2,05%, cotado a US$ 48,70, em meio a negociações em Viena sobre um possível corte da oferta internacional do produto no mercado.

Ao final da sessão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do WTI para entrega em dezembro caíram US$ 1,02 em relação ao fechamento de ontem.

 

Além da Opep, o barril do WTI, de referência nos EUA, foi abalado pela movimentação política gerada depois de o FBI ter anunciado a reabertura de uma investigação sobre o uso de um servidor privado de e-mails da candidata democrata à presidência do país, Hillary Clinton, enquanto era secretária de Estado (2009-2013).

Por sua vez, os contratos de gasolina para entrega em novembro, ainda os de referência, caíram 2 centavos, para US$ 1,47 o galão, e os de gás natural com vencimento no mesmo mês ganharam 4 centavos, para US$ 3,11 por mil pés cúbicos.

Com Ag. EFE

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia