Preços do petróleo retornam e ficam acima dos US$50,00

Os contratos de gasolina para entrega em janeiro caíram US$ 0,04, para US$ 1,50 o galão

O barril de petróleo Brent para entrega em fevereiro fechou nesta quinta-feira em alta de 1,67% no mercado de futuros de Londres, cotado a US$ 53,89.

O petróleo do Mar do Norte, de referência na Europa, terminou o pregão no International Exchange Futures (ICE) US$ 0,89 acima do valor final de ontem, que foi de US$ 53.

Em um pregão volátil, o preço do Brent recuperou o terreno que perdeu ontem devido às dúvidas sobre a efetividade do corte na produção pactuado entre a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e outros produtores.

O sinal verde das petrolíferas russas a reduzir suas extrações em 300.000 barris diários estimulou as operações no mercado do petróleo, embora persista o temor de que as medidas anunciadas pela Opep não consigam acabar com o excesso de oferta que exerce pressão sobre os preços nos últimos dois anos.

O barril do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou nesta quinta-feira em alta de 2,15%, cotado a US$ 50,84, com as esperanças depositadas na próxima reunião de países produtores.

Ao final do pregão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do WTI para entrega em janeiro subiram US$ 1,07 em relação ao fechamento de ontem.

Por sua vez, os contratos de gasolina para entrega em janeiro caíram US$ 0,04, para US$ 1,50 o galão. Já os de gás natural com vencimento também em janeiro subiram US$ 0,09, para US$ 3,70 por cada mil pés cúbicos.

 

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia