PETROBRAS: Refinaria de Cubatão vai produzir 10 mil m³ de Diesel S-10

Volume por dia na Unidade ampliará a oferta do produto na Baixada Santista

Queima de gás

A Petrobras iniciou nesta terça-feira (26) a primeira etapa para a entrada em operação de uma nova Unidade de Hidrotratamento de Diesel (HDT) na Refinaria Presidente Bernardes (RPBC), localizada em Cubatão (SP). A companhia realizou a admissão de gás natural (gas in) na HDT, procedimento que prepara e testa a unidade para a circulação de diesel. A entrada em operação da nova planta permitirá à RPBC produzir Diesel S-10, de ultrabaixo teor de enxofre (concentração máxima de 10 partes por milhão – ppm).

A unidade terá capacidade de produção de 10 mil metros cúbicos por dia do derivado. Com isso, será possível à Petrobras aumentar sua capacidade de entrega de combustíveis de melhor qualidade, otimizar o mix de produção em suas refinarias e elevar o seu posicionamento no mercado de derivados.

A produção de Diesel S-10 pela RPBC ampliará a oferta do produto na região da Baixada Santista e, por ser uma refinaria costeira, atenderá também parte do mercado de cabotagem (regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Sul).

Para a realização do gas in, foi obtida licença do órgão ambiental local (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo – Cetesb) e autorização da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Atualmente, a Petrobras produz Diesel S-10 em nove refinarias: na Refinaria Abreu e Lima (RNEST), na Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), na Refinaria de Capuava (Recap), na Refinaria Duque de Caxias (Reduc), na Refinaria Gabriel Passos (Regap), na Refinaria Henrique Lage (Revap), na Refinaria Landulpho Alves (RLAM), na Refinaria de Paulínia (Replan) e na Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar). A produção total do derivado é de 1,2 milhão de m3/mês.
Como funciona a HDT

A HDT usa o hidrogênio como matéria-prima para a remoção de enxofre do diesel, gerando um produto com 10 ppm de enxofre. O hidrogênio, por sua vez, é produzido na Unidade de Geração de Hidrogênio (UGH), a partir do gás natural, gás combustível de refinaria, nafta ou gás butano.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia