Sotreq anuncia entregas para a Oceana Estaleiro

A Sotreq anuncia a entrega de grupos geradores para a Oceana Estaleiro. Os equipamentos serão utilizados em embarcações já afretadas à Petrobras, para atender à demanda crescente no …

Vagas na estatal

A Sotreq anuncia a entrega de grupos geradores para a Oceana Estaleiro. Os equipamentos serão utilizados em embarcações já afretadas à Petrobras, para atender à demanda crescente no suporte à exploração de gás e petróleo dos atuais e dos novos campos, especialmente os relacionados à camada pré-sal.

Criada em 2011, pela P2 Brasil (joint venture entre o Grupo Promon e a Pátria Investimentos), em 2014 a Oceana se juntou ao Grupo CBO e atualmente possui 23 embarcações em operação, com expectativa de ampliar esse número para 50 até 2020.

“Contar com a expertise da Sotreq é da maior importância para a estratégia de expansão de nossa companhia. O Grupo CBO, do qual a Oceana Estaleiro faz parte, está investindo para figurar entre os líderes da indústria, crescer sua frota em número e teor tecnológico e manter seu compromisso com a indústria nacional”, disse Alfredo Naslausky, diretor do grupo CBO.

São oito grupos geradores Caterpillar, modelo 3512C de 1.700 ekW @ 690 V, para aplicação diesel-elétrica em duas embarcações do tipo Platform Supply Vessel (PSV4500), quatro grupos por embarcação. Também foram vendidos dois grupos geradores Caterpillar modelo C18, para aplicação em modo “porto/emergência”. Os equipamentos serão utilizados nas duas primeiras embarcações construídas pelo estaleiro em Itajaí (SC). A primeira entrega de grupos geradores foi realizada em setembro. A segunda está prevista para este mês.

“Ficamos gratos com o voto de confiança da Oceana e a oportunidade de participar de sua estratégia de crescimento no mercado offshore, um segmento no qual temos vasta experiência, na oferta de produtos Caterpillar e no suporte e pós-venda”, comenta Eduardo Magno, coordenador de vendas offshore da Sotreq.

Entregues no prazo estabelecido, os grupos geradores têm alto nível de conteúdo local, conforme estabelecido pelas normas da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), e foram testados e certificados na fábrica da Caterpillar em Piracicaba, interior de São Paulo.

Até o final do ano, a Caterpillar Brasil deve entregar 143 equipamentos com alto índice de conteúdo local para os mercados marítimo e petrolífero.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia