Comerc Energia: Clientes evitaram a emissão de mais de 473 mil toneladas de CO²

Benefício para o meio ambiente equivale ao plantio de mais de 3,3 milhões de árvores em um projeto de reflorestamento com duração de 30 anos

Divulgação

Os clientes da Comerc Energia evitaram que 473.668,40 toneladas de gases de dióxido de carbono (CO²) fossem lançados na atmosfera. O benefício para o meio ambiente equivale ao plantio de mais de 3,3 milhões de árvores em um projeto de reflorestamento com duração de 30 anos, uma área maior que 2.500 campos de futebol. Os dados foram apresentados nesta terça-feira.

Os dados são de 2016 e foram apurados pelo Certificado Comerc-Sinerconsult de Energia Renovável, que atesta a quantidade de emissões de CO² evitadas pelos clientes da Comerc pela contratação de energia de fontes renováveis incentivadas pelo governo. Desde 2009, os clientes da Comerc recebem anualmente o Certificado, que já contabilizou mais de 2,3 milhões de CO² evitados, equivalentes ao plantio de mais de 11 milhões de árvores.

Compromisso global

O Brasil é signatário do Acordo de Paris, firmado em 2016 com o compromisso de reduzir as emissões de gases de efeito estufa no mundo todo. O País se comprometeu a reduzir suas emissões em 37% abaixo dos níveis de 2005, até o ano de 2025. Ainda segundo o Acordo, o objetivo é alcançar uma participação de 45% de energias renováveis na composição da matriz energética nacional até 2030. Portanto, a iniciativa permite que os clientes da Comerc Energia mensurem sua colaboração com o desenvolvimento sustentável por meio do consumo de energia de fontes alternativas.

Poder de escolha para os consumidores

No mercado livre, o consumidor pode escolher de quais fontes quer contratar a energia. De acordo com as regras atuais, os consumidores com demanda contratada entre 500 kW e 3.000 kW, conhecidos como consumidores especiais, devem contratar as fontes renováveis incentivadas pelo governo, como eólica, solar, biomassa e de pequenas centrais hidrelétricas. Já os consumidores livres, com demanda maior que 3.000 kW, podem escolher entre fontes incentivadas e convencionais, como de grandes hidrelétricas e termelétricas.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia