Produção rural com sustentabilidade terá aporte de R$ 2,5 milhões

O limite de financiamento por produtor é de R$ 200 mil

Ssutentabilidade

Os produtores rurais de todo o Estado de São Paulo contam com R$ 2,5 milhões em linha de crédito para unirem produção e preservação ambiental. O recurso é do Projeto Integra SP e está disponível a acesso via Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista – o Banco do Agronegócio Familiar (Feap/Banagro), programa do Governo paulista executado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento.

O limite de financiamento por produtor é de R$ 200 mil, com prazo de pagamento de até oito anos, podendo ser estendido para 12 anos quando o componente florestal estiver presente – inclusa a carência de até quatro anos. O dinheiro pode ser usado para financiar melhorias ambientais na propriedade rural, como a implantação do sistema Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF).

Ou ainda, adubação verde e/ou plantio de cultura de cobertura do solo; aquisição de insumos e pagamento de serviços destinados à implantação e manutenção dos projetos financiados; e aquisição de sementes e mudas para formação de pastagens e de florestas.

Também financia aquisição, transporte, aplicação e incorporação de corretivos agrícolas e fertilizantes; implantação e recuperação de cercas, convencionais e/ou elétricas; aquisição, construção ou reformas de bebedouros, saleiros ou cochos de sal; estrutura hidráulica para dessedentação animal; marcação e construção de terraços e implantação de práticas conservacionistas do solo.

Estão contempladas ainda operações de destoca e/ou limpeza de pastagens e preparo de solo para implantação do sistema de adequação de pastagens e/ou lavouras cíclicas. Ações de custeio também são financiáveis, mas devem estar associadas ao investimento e limitadas a 30% do valor financiado.

Para acessar o financiamento, o agropecuarista deve procurar a Casa da Agricultura de seu município ou um dos Escritórios de Desenvolvimento Rural (EDRs) da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati) da Secretaria. Os endereços podem ser acessados clicando aqui.

“O técnico visita a propriedade e faz o projeto, considerando o que a propriedade necessita, qual o tipo de investimento que o produtor quer fazer dentro das opções de itens financiáveis que tem essa linha. É um recurso para ele melhorar a infraestrutura da propriedade”, explicou o secretário-executivo do Feap, Fernando Aluizio Pontes de Oliveira Penteado.

Desde 2014, a linha de financiamento para o Projeto Integra São Paulo já celebrou 83 contratos, somando R$ 12.464 milhões disponibilizados.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia