Unilever prevê R$1,1 bilhão para o País até 2017 e mantém padrão sustentável

Reuso da água tratada será utilizada para irrigar a área verde e outros

Redução no fluxo

Presente há 86 anos no Brasil, a Unilever reforça o seu compromisso com o desenvolvimento do País e anuncia investimento de R$ 1,1 bilhão nas regiões Sudeste e Nordeste até 2017. Hoje, a companhia inaugura, em Aguaí, interior de São Paulo, o seu 10º complexo fabril e a sua 15º fábrica, a primeira da companhia que produzirá desodorantes aerossóis no Brasil.

“A fábrica de Aguaí é uma das mais sustentáveis da Unilever no mundo. É um grande exemplo de que é possível crescer e, ao mesmo tempo, reduzir impactos ambientais. Queremos mostrar que a sustentabilidade conduz o crescimento dos nossos negócios. Acreditamos que a sustentabilidade precisa, cada vez mais, fazer parte do dia a dia das empresas e consumidores”, afirma o CEO global da companhia, Paul Polman.

Na ocasião, a companhia anunciou investimento inicial de aproximadamente R$ 500 milhões e a geração de 250 empregos diretos e indiretos para a primeira fase de funcionamento da fábrica, além dos 2 mil empregos gerados durante a construção. “O investimento na cidade é de longo prazo e estratégico para a Unilever. Estamos nos preparando para os próximos 50 anos no País, já que é um complexo com muito potencial para crescer e que futuramente terá fábricas de produtos de cuidados pessoais e com a casa”, afirma o presidente da Unilever Brasil, Fernando Fernandez.

Com 1 milhão de metros quadrados de terreno, o complexo, que é o 10ª da Unilever no Brasil, começa a operar com a fábrica de desodorantes aerossóis e visa atender à crescente demanda dos consumidores brasileiros pelo produto – atualmente, o País é o segundo maior mercado de desodorantes do mundo. “Será a nossa 7ª fábrica, no 4 º complexo industrial em São Paulo, próxima de fornecedores e do maior mercado consumidor do País, características importantes para garantir mais eficiência e menos impacto ambiental”, acrescenta o executivo.

Atuação sustentável

Em linha com a visão da Unilever de dobrar de tamanho ao mesmo tempo que em reduz pela metade o seu impacto ambiental e aumenta o impacto positivo na sociedade, a fábrica de Aguaí é uma das mais sustentáveis da Unilever no mundo. A planta foi projetada de acordo com os critérios do plano de sustentabilidade da companhia, lançado em 2010, e da certificação LEED, concedida pelo Green Building Council (GBC), principal selo internacional para atestar construções que seguem padrões socioambientais.

“Para a Unilever é fundamental que toda sua cadeia de valor pense a sustentabilidade de maneira estratégica e transversal ao negócio. Acreditamos que, ao fomentar uma atuação sustentável, estamos promovendo uma mudança na maneira como fazer negócio e, consequentemente, na sociedade como um todo. Esperamos plantar mais uma semente, em Aguaí, com a inauguração da fábrica, influenciando nossos funcionários, parceiros e consumidores”, afirma Polman.

O projeto da fábrica considerou três pontos fundamentais: eficiência energética, uso racional da água e a gestão responsável de resíduos. A fábrica ainda contempla bicicletário e ciclovia de acesso à fábrica.

 Eficiência Energética

A fábrica começa a operar com consumo de energia 50% menor do que a média das outras fábricas de desodorantes da Unilever no mundo, o que deve reduzir a emissão de CO2 proveniente do consumo de energia em 50%.

Painéis solares garantem a geração de energia para toda a área administrativa. Iluminação natural, lâmpadas led, modelos de ar condicionado, maquinário e motores da linha de produção de última geração, mais eficientes do ponto de vista energético, são algumas das iniciativas que garantem esse resultado.

Água

Com sistema para captar a água da chuva e a construção de uma estação de tratamento de efluentes sanitários, além do uso de dispositivos inteligentes que economizam o recurso, a estimativa é que a fábrica consuma 70% menos água do que a média das outras plantas da mesma categoria. A água tratada e de reuso serão utilizadas para abastecer sanitários e para irrigar a área verde.

Resíduos

Assim como todas as outras fábricas da companhia no Brasil, Aguaí não enviará resíduo para aterros sanitários. A Unilever recicla 100% dos resíduos gerados na operação – como lata, plástico e papelão. Resíduos que não podem ser reciclados são co-processados.

Impacto positivo na região

A fábrica da Unilever em Aguaí contribuirá para o desenvolvimento da região. Por ser uma fábrica de tecnologia de ponta, que exige profissionais altamente qualificados, a companhia está investindo em programas de capacitação da mão de obra local. Com isso, os 250 colaboradores diretos e indiretos que atuam na planta são provenientes de Aguaí e cidades próximas. Além disso, por ser a primeira fábrica de desodorantes aerossóis da Unilever no Brasil, também impulsionou o desenvolvimento da cadeia de fornecedores, como novas tecnologias para a produção de latas de alumínio e válvulas.

 Investimento em Pernambuco

A Unilever Brasil vem trabalhando há mais de um ano em um projeto para um novo complexo industrial da companhia no estado de Pernambuco. O projeto, resultado de um estudo feito em parceria com a equipe do Governador Paulo Câmara, de Pernambuco, receberá investimentos na ordem de R$ 600 milhões. A companhia prevê a construção de um complexo fabril de alimentos e de um centro de distribuição próximo ao Porto de Suape, que devem gerar 600 empregos diretos e 1500 indiretos. Atualmente, a Unilever possui cinco fábricas em Pernambuco nas quais são produzidos itens do portfólio de alimentos, cuidados pessoais e com a casa e sorvetes. “A Unilever está há quase um século no Brasil e aportes como este reforçam o compromisso da companhia com o País, demonstrando que essa é uma história de longo prazo”, finaliza Fernandez.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia